terça-feira, 13 de maio de 2008

Entrevista com Edu Falaschi (Vocalista do Angra)

Em uma entrevista exclusiva, Edu Falaschi (vocalista do Angra) falou sobre o novo CD, turnê européia e desmentiu o boato de que o Angra iria "encerrar atividades" logo após a nova turnê. Confira:


MundoRock: Conta pra gente quanto tempo levaram pra gravar Temple of Shadows e se existiu alguma dificuldade:
Edu: Foram nove meses, desde o começo das composições até a última mixagem, nunca é fácil gravar um disco, pois é tudo muito denso, com muita pressão, mas eu cantei com muita garra, queria cantar como sempre fiz e sem ter que me controlar por causa das comparações. Acho que esse foi o meu melhor trabalho de longe.


MundoRock: E o tema do novo álbum? O que seguiram e quais mensagens pretendem passar com as músicas?
Edu: Falamos sobre a ignorância das pessoas, sobre intolerância, sobre como é fácil manipular o mundo usando o "medo" como arma, usando o pavor e a opressão como chave pra se ter o domínio. Pra isso nós usamos alguns fatos históricos ilustrando a estória fictícia que o Rafael criou.


MundoRock: Por que o nome Temple of Shadows?
Edu: Porque as grandes instituições religiosas criaram grandes templos e todo seu marketing para reunir as pessoas em grandes grupos, pois a mensagem seria passada mais diretamente em massa e assim teria muito mais efeito. Todas as igrejas foram construídas com uma arquitetura já preparada para intimidar qualquer um que se aproximasse delas, então tudo o que está por trás da religião tem a ver com poder. E o "medo", que foi usado como uma grande arma para se controlar as pessoas. Por isso a criação do termo "inferno", "pecado", "castigo divino", etc. A verdadeira mensagem de cristo, a simplicidade, cumplicidade, carinho, amor, tolerância e tudo o que ele pregou, nunca foi realmente considerada pelas igrejas, digo todas as igrejas, antigas e novas, apenas citamos a católica como exemplo do que aconteceu de verdade, na história do mundo, há mais de 2000 anos atrás. Mas o objetivo final sempre é o mesmo, o poder.


MundoRock: Qual o significado da bela capa e quem a fez?
Edu: Ela tem vários significados, pois representa muita coisa. Mais do que as pessoas imaginam. Quem criou a capa foi o Rafael junto com a Isabel, uma portuguesa amiga nossa, que fez também as capas do Fireworks, Rebirth e Hunters and Prey.


MundoRock: Todos os integrantes participaram do processo de composição?
Edu: O "Temple of Shadows" teve a participação do Kiko, Rafael e minha como compositores, mas de toda banda como arranjadores.


MundoRock: Em sua opinião, qual é a principal diferença deste novo álbum em relação aos anteriores?
Edu: Maturidade e técnica musical. Acho que nós todos nos superamos nesse disco.


MundoRock: Quais são as principais influências musicais incluídas neste trabalho?
Edu: Tem várias. Vai desde heavy metal, chorinho, death metal, bossa nova, mpb em geral, música cubana e até música clássica.


MundoRock: Vocês curtiram os resultados finais?
Edu: Esse disco saiu como deveria ser. É a mais fiel representação de Angra enquanto banda.


MundoRock: Este CD já vendeu mais de 50 mil cópias só no Brasil e já soma mais de 100 mil cópias vendidas em todo mundo. Agora vocês continuam a turnê no país e seguirão para Europa. Uma leitora do Mundo Rock, a Jenifer, quer saber: como anda a ansiedade para estes shows no exterior? E quantos shows serão no total?
Edu: Realmente nós alcançamos um ótimo patamar, essa tour da Europa e Ásia será muito especial, pois estamos muito melhores em palco e queremos mostrar isso a eles, o disco novo é sucesso lá no exterior, então temos a certeza que essa tour gringa vai ser demais. Acredito que faremos cerca de 30 shows juntando Europa e Ásia.


MundoRock: A pergunta a seguir também foi feita pela leitora Jenifer Stefanie: Vocês pretendem gravar o DVD ao vivo e em qual show?
Edu: Vamos gravar com certeza, mas o local ainda vai ser decidido, pode ser São Paulo, Rio de Janeiro ou Bahia, não sabemos ao certo.


MundoRock: Vocês começaram a turnê no ano passado. Muda algo no set list ou irão manter o mesmo?
Edu: Vamos mudando, já está um pouco diferente, a gente vai sentindo a galera e acredito que os próximos shows no Brasil já serão ainda mais variados.


MundoRock: Quem idealizou a produção deste novo show que conta até com efeitos pirotécnicos e de iluminação? Vocês se envolvem bastante com isso também?
Edu: Sim, na verdade toda a nossa equipe acaba se envolvendo e nós da banda com certeza. Mas muitas das idéias vêm de nós mesmos.


MundoRock: Todos os integrantes do Angra têm seus projetos paralelos. Como isso vai ficar agora que a banda retorna aos palcos em turnê? Como é administrar tudo isso?
Edu: Na verdade todos temos como prioridade o Angra, portanto quando saímos em tour paramos com tudo e nos dedicamos quase que 100% a banda.


MundoRock: Edu, uma leitora pediu pra perguntar: quais os cuidados você toma com sua voz e se você ensaia sempre:
Edu: Eu não fumo , não bebo nada alcoólico, a não ser um vinho de vez em quando, faço exercícios pra voz regularmente e não falo mal de ninguém, a melhor coisa é não gastar a voz com besteiras.


MundoRock: Você realizou o curso de técnicas vocais, em janeiro. Conta pra gente como surgiu a idéia deste curso, como foi e quais as perguntas mais freqüentes?

Edu: Sim, é verdade, foi um sucesso. Já é a 4º edição do curso em SP e eu tive essa idéia, pois muitos fãs e alunos de canto tinham muitas dúvidas sobre cantar rock. Muitas dessas perguntas eram "como fazer os rasgados na voz?"; "como fazer os vibratos?"; "como cantar mais agudo?".


MundoRock: Você, Edu, entrou pro Angra em 2001 substituindo o Andre Matos. Na época muitos fãs torceram o nariz e você encarou este desafio em não ter que ser melhor ou igual ao antigo vocalista, mas que todos reconhecessem o seu talento. Fazendo um balanço hoje, 4 anos depois, você acha que já conseguiu se livrar desse fantasma? Quais foram as maiores dificuldades que enfrentou?
Edu: Eu sabia que nada seria fácil, mas tive muita força e perseverança, hoje estou feliz e tranqüilo, faço o que eu amo e tenho meus próprios fãs. Isso me ajuda muito, o apoio deles é muito importante pra mim. Comparações sempre são ruins, mas quanto aos fantasmas, eu os combato com a minha alegria e paixão pela música. A maior dificuldade, acho que foi fazer alguns shows realmente doente. Isso é péssimo.


MundoRock: Vocês fizeram o videoclipe da música "Wishing Well", que estreiou em dezembro do ano passado na MTV. Como foi a realização deste clipe?
Edu: Foi numa fazenda no interior de SP, estava frio, mas com tempo claro e ventava muito. Não tínhamos muito tempo e precisávamos aproveitar a luz do sol. Foi legal e cansativo, mas valeu a pena.


MundoRock: Já pensam em fazer outro clipe e de qual música?
Edu: Acho que ainda não, vamos ver!


MundoRock: Alguns boatos rolaram... que o Angra estava passando por uma crise e que em breve iriam encerrar as atividades da banda. Isso foi um pouco antes do lançamento de Temple of Shadows. É verdade ou não? Esclareça isso para os fãs, por favor. Como anda o relacionamento do grupo ultimamente?
Edu: Boatos sempre existirão, não sei de onde vem, mas estão por ai! Ter uma banda é como um casamento, tem altos e baixos, nós discutimos às vezes, mas são raros esses momentos. Estamos bem, somos cada vez mais amigos e nos entendemos melhor a cada dia. Alguns são mais fechados, outros mais emotivos, uns mais metódicos e outros mais tranqüilos, mas o importante é nós sabermos encontrar o equilíbrio nisso tudo. Acho que a resposta pra isso se chama: respeito mútuo. Estamos na nossa melhor fase.


MundoRock: Da época que você ingressou no Angra pra cá, qual foi a situação mais engraçada que já aconteceu?
Edu: Nossa! Tiveram muitas, mas acho que o lance que rolou no Equador, sobre a bomba de gás, um monte de gente chorando e nós também, foi bem caricato!


MundoRock: Uma pergunta de outro leitor, o Fabiano Foka: vocês irão realizar tardes de autógrafos?
Edu: Sempre que possível realizamos.


MundoRock: O carinho dos fãs é imenso e isso a gente vê sempre pelas ruas, esbarrando com vários deles usando a camiseta da banda. Como é o relacionamento com os fãs e como fazem para administrar o tempo para dar atenção a eles?
Edu: Eu não tenho frescuras, sempre que posso falo com eles, onde quer que seja, eles são muito importantes pra mim, gostam do que eu faço, reconhecem meu talento e dedicação. Às vezes estou muito corrido, não dá pra dar muita atenção, mas eles entendem bem isso, pois nunca tratei ninguém mal.


MundoRock: Pra você, qual é a banda que promete ser revelação em 2005 e qual deveria sumir do mapa?
Edu: Dgm, uma banda italiana bem legal e o Scars banda de trash metal do Brasil, prometem. As que fazem música de verdade vão ficar na ativa, não preciso desejar nada de ruim pra nenhuma banda, quanto as bandas ruins, o próprio público se encarrega de detonar.


MundoRock: E o Massacration? O que acha deles? Concorda quando dizem que é a melhor banda de metal da atualidade?
Edu: Eles são atores, são muito engraçados e são a melhor banda de metal de todos os tempos!


MundoRock: A Daniele, nossa leitora, quer saber quem é que cuida do visual da banda ou se vocês que escolhem?
Edu: Nós mesmos. Cada um escolhe seu próprio visual.


MundoRock: Edu, valeuzão pela entrevista. Muita sorte para todo o grupo e que a turnê no exterior seja um sucesso, como já tem sido aqui no Brasil. Aproveite e deixe um recado aos nossos leitores:
Edu: Muito obrigado pela entrevista e pela oportunidade. Muito obrigado aos nossos verdadeiros fãs. Amamos vocês!!! A gente se vê em breve!!!


Site oficial: www.angra.net


Curiosidades:


Nome: Eduardo Falaschi
Data de nascimento: 18/05/72
Natural de: São Paulo/SP
Irmãos? 01. Tito Falaschi
Casado, solteiro ou enrolado? Noivo
Tem filhos? Não
Religião: Minha própria filosofia de vida
Desde quando é músico? 1990
Disco preferido: Vários
Comida preferida: Todas! Menos giló e quiabo
Qual perfume usa? Eternity, Boss e Lapidus
Sonho de consumo: Não tenho
Lugar: Praia deserta com sol
Quem levaria pra uma ilha deserta pra NUNCA mais trazer de volta? Levaria o Bush e deixava ele mofando lá eternamente!
Você contaria pra gente agora um segredo que nunca contou pra ningúem antes? Qual? Não!
Qual é a melhor coisa da vida? Minha família e cantar
E a pior? Qualquer doença, principalmente em crianças.

Nenhum comentário: